Início » 6 dicas para ajudar os filhos a prepararem-se para os testes de avaliação

6 dicas para ajudar os filhos a prepararem-se para os testes de avaliação

A ansiedade e o nervosismo costumam ser os sentimentos mais comuns antes dos testes de avaliação.

É natural que nos sintamos assim antes de alguma avaliação, pois criamos expectativas quanto ao resultado final.

Contudo, este sentimento não pode ser tão intenso a ponto de interferir na prestação durante o teste.

E a melhor forma de contornar o nervosismo é estar bem preparado.

Por isso, reunimos as melhores dicas para ajudar os filhos a prepararem-se para os testes de avaliação.

Testes de avaliação: 6 dicas de preparação para superar o nervosismo

Não há outro caminho. Para superar a ansiedade é preciso seguir uma rotina de estudos e preparar-se com antecedência.

Deixar tudo para a última ou acumular conteúdos são hábitos que prejudicam muito o desempenho.

A confiança necessária para realizar os testes é fruto de um trabalho prévio, que inclui hábitos saudáveis de estudo.

Neste sentido, enumerámos as melhores dicas para ajudar o seu filho a obter bons resultados nos testes.

1 – Ambiente e materiais de estudo

Para conseguir estudar com eficiência, é importante que a atividade seja feita num local adequado.

Se o ambiente de estudos é barulhento ou com muitas distrações, concentrar-se será uma missão quase impossível.

Para que o estudante mantenha a sua atenção inteiramente no conteúdo dos seus estudos, é importante contar com um ambiente silencioso.

Ter todo o material de que precisa à mão também é fundamental.

Organize livros, cadernos e anotações separados por conteúdo para facilitar o acesso aos materiais.

2 – Materiais de estudo impressos

Atualmente, os recursos tecnológicos como computadores, telemóveis e tablets fazem parte da rotina de estudos.

É inegável que estas ferramentas oferecem praticidade, contudo elas podem tornar-se fontes de distração.

Isto porque permitem facilmente aceder a outros conteúdos que fogem do tema estudado.

Para evitar que isso aconteça e afete a qualidade dos estudos, prefira utilizar materiais impressos.

3 – Faça resumos e use mapas mentais

Estes são dois excelentes recursos para ter mais qualidade no momento de estudo.

Os mapas mentais consistem em esquemas visuais que ajudam o cérebro a fixar informações, especialmente quando elas possuem uma relação lógica.

Já através dos resumos, os alunos conseguem absorver melhor os principais pontos abordados em determinado conteúdo.

4 – A importância das revisões

Outra dica de estudo essencial é ter o hábito de fazer revisões diariamente.

O nosso cérebro não consegue armazenar novas informações por muito tempo, por isso é preciso reforçá-las através das revisões do conteúdo.

Portanto, antes de começar a estudar um novo tema, separe ao menos 20 minutos para rever o que foi estudado no dia anterior.

Dessa forma garante que as informações não serão esquecidas.

5 – Testar os conhecimentos

Para saber, de facto, se o que estudou foi, realmente, absorvido é necessário testar os conhecimentos.

Estudar não se resume somente à leitura de conteúdos, mas também deve incluir a prática com exercícios.

Responder a um questionário sobre o tema estudado é a melhor forma de se certificar de que a matéria foi compreendida de forma adequada.

Os pais podem participar neste momento, fazendo perguntas aos filhos, para tornar o exercício mais dinâmico.

6 – Alimentação e hidratação

É importante estar bem alimentado quando der início aos estudos, já que é quase impossível concentrar-se se estiver com fome.

Ao mesmo tempo, fique atento ao tipo de alimento que vai ingerir antes de começar a estudar.

Prefira alimentos leves e de fácil digestão, caso contrário terá muita dificuldade em manter-se atento e prosseguir com as atividades.

Manter-se hidratado também é fundamental para aumentar a capacidade do corpo em suportar horas e horas de concentração.

Uma boa dica é manter uma garrafa de água por perto, durante o tempo em que se estiver a dedicar a esta atividade.

Estas dicas devem fazer parte da rotina de qualquer estudante.

Assim, quando tiver testes de avaliação, estará preparado para realizá-los com tranquilidade.

Pode ser difícil implementar estes hábitos no início mas, com o passar do tempo, estudar será algo natural.

Considere também matricular os pequenos num centro de estudos e assim contar com uma orientação profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *